Entre doses e dosinhas

por Fabiana Saddi

Garrafa inteira ou vinho em taça? Claro que depende da quantidade de pessoas que vão compartilhar a bebida e da disposição e disponibilidade para beber.

Quando se fala de vinho em taça, surge a dúvida: ele é mesmo bom? Precisa questionar se o vinho foi aberto naquele mesmo dia e se está bem conservado. Caso contrário, perdem-se suas propriedades e dificilmente estará bom ao paladar.

Uma boa saída é ir a um desses lugares, que nossa Cidade já oferece, onde existem máquinas que servem vinhos em doses. Claro que não é o ideal, mas é mais garantido que as propriedades do vinho não tenham se perdido a ponto de descaracterizá-lo. Isto porque referidas máquinas, a cada dose saída da garrafa, injetam um gás dentro da mesma, impedindo o contato do líquido com o ar, evitando, portanto, a oxidação do vinho e sua deterioração. O fornecedor das máquinas garante que os vinhos duram até 21 dias! E é possível, ainda, beber 3 diferentes doses: 30, 60 e 120 ml. A variedade é grande, bem como os preços.

Alguns restaurantes oferecem também a opção das garrafas de 187 ml: é uma taça bem servida, e permite que não deixemos de desfrutar de um vinho durante a refeição quando não se quer (ou não se pode) beber uma garrafa inteira.

Existe um ditado do mundo do vinho que diz “um dia sem vinho é como um dia sem sol”. Portanto, mãos à obra e encontrem a melhor dose para o seu momento!

Santé!

Posts relacionados:

Opium Mar - Barcelona
3 MELHORES CASAS SERTANEJAS DE SP
DETOX AT HOME by Nutri & Consult

Comentários

comentários