Spritz Bar

por Caroline Assad

O Italiano Antonino Esposito, abriu em São Paulo um bar especializado na bebida mais consumida e difundida em seu país, o Spritz. A bebida que dá nome ao pequeno bar, chega em diversas versões – criadas pelo próprio Antonino com amigos e familiares -, junto de outros drinks, vinhos e acompanhamentos. Em meio a ambiente intimista e aconchegante, no andar térreo de um pequeno sobrado na Av. Faria Lima, o Spritz funcionará de terça a sábado ‘para receber até 29 pessoas’. Mesmo oferecendo um pouco mais de lugares, a ideia não é lotar, mas deixar os clientes bem à vontade, como se estivessem em sua casa.

fachada-spritz_credito-mario-rodrigues-jr-6

O espaço lembra uma ‘garagem’, que reúne elementos da vida de seu criador nas prateleiras, como seus livros de juventude, rádio, discos de vinil, jornais da Itália e a boina e o binóculo que usava quando trabalhava como oficial de navegação nos cruzeiros. Nas paredes, quadros de clássicos filmes italianos, entre outros detalhes – mimos do público são mais que bem-vindos para continuar compondo o clima do Spritz.

As mesas ficam na parte externa, distribuídas na calçada, e apresentam diferentes estilos e tamanhos, algumas feitas a partir de carreteis gigantes e tambores de lata. No pequeno salão, são poucos os lugares, mas dali pode-se interagir com o externo, já que a fachada é de vidro. Uma lambreta italiana do ano de 1965 compõe também o salão, que ganha muito charme na iluminação com mini lâmpadas coloridas. Para completar o clima, a música ambiente é 100% italiana e, em dias específicos, haverá música ao vivo – jazz e blues em vinil.

ambiente-spritz_credito-mario-rodrigues-jr-2

 À moda italiana, todas as bebidas chegam acompanhados por um aperitivo cortesia e, para pedi-las, o cliente deve se dirigir ao caixa, pagar e aguardar. As 14 versões do clássico italiano Spritz (R$23,90) são batizadas com nomes de músicas, como O Sole Mio, que leva Prosecco, Aperol, suco de laranja e água com gás; Volare, feito com Prosecco, Cynar e água com gás; o intenso Funiculi Funiculá, que mistura Prosecco, Campari, suco de cranberry e hortelã; o Azzurro, que assim como o nome ganha a tonalidade azul por conta da junção entre Licor Blue Curaçao, Prosecco, Vodka Smirnoff e água com gás; e a combinação clássica de Prosecco, Aperol e água com gás, L’Italiano.

aperol

TAGLIERI MISTO

TAGLIERI MISTO

Posts relacionados:

Couchevel – A melhor estação de ski
BALADA SHE ROCKS
PEDRA DO TELEGRAFO

Comentários

comentários